Os erros de inglês no dia a dia! Falar bem inglês é importante!

falar bem inglês é importante
falar bem inglês é importante

A princípio, o ranking de línguas mais faladas no mundo se refere ao quesito da população. As línguas mais faladas no mundo são o mandarim, espanhol, hindi e árabe. Entretanto, desde meados do século XX, a língua inglesa domina o mundo dos negócios, do turismo e das comunicações. Nesse sentido, são muito comuns os erros de inglês, nas conversações entre os novos adeptos do idioma.

Antes de mais nada, o caminho que esse idioma tomou foi recheado pelas conquistas tanto geográficas como pela própria literatura e pelas ciências. Acima de tudo, a Europa foi o centro da civilização desde o fim da idade média até a o início da Revolução Industrial. Até o século XV, no fim da Guerra dos Cem anos, a língua francesa dominava o mundo civilizado, como o idioma dos negócios e da intelectualidade.

Posteriormente, com o Reino Britânico vencedor do conflito, o inglês retomou o posto da influência e poder, conquistando territórios em todo o planeta. Culturalmente, a literatura de William Shakespeare auxiliou muito na difusão do idioma, estabelecendo o inglês como uma língua rica, assim como, o rápido desenvolvimento do mundo científico ajudou na evolução da língua inglesa no século XVII.

Assim, o inglês cresceu até chegar ao nível de idioma universal, também conhecido como idioma global. Para ter a mínima noção do alcance do idioma, basta rever a história. No início do século XX, a Grã-Bretanha tinha o controle político em mais de um quarto do mundo, desde a Ásia até a África, com mais de 400 milhões de súditos britânicos.

Como resultado, essa espécie de colonização causou, sobretudo, a inclusão de vocábulos novos no idioma. Um bom exemplo é a palavra “zombie”, que se incorporou à língua inglesa, pela presença do poder britânico em países da África.

Sobre os erros de inglês durante a conversação

reino britânico

De antemão, podemos afirmar que o som é a marca registrada da própria essência de um idioma. Por exemplo, o português, como idioma latino, tem a sonoridade aberta e usa todo o aparelho vocal. Ao contrário, as línguas saxônicas usam pouco o fôlego e a voz aberta nas palavras, sendo mais guturais com sons curtos.

Os erros mais comuns se relacionam ao som de palavras e pela gramática aprendida com muita rapidez. Em vista disso, pela urgência em aprender, muitas vezes esquecem da gramática, e se prendem a “expressões-chaves” para se dar bem nos diálogos.

Dentre os erros de inglês mais comuns, está a confusão de palavras pela escrita e som parecidos, por exemplo, kitchen (cozinha) e chicken (galinha). Do mesmo modo, possuem a sonoridade quase idêntica, mas, grafia e significados diferente como beach (praia) e bitch (cadela).

No português, palavras com som da vogal mais longo não confundem tanto quanto no inglês. Um bom exemplo, são as palavras world (mundo) e word (letra, palavra), que tem som parecido e, ainda assim, até alunos mais avançados, não conseguem dominar a diferença e acabam falando tudo igual.

Outro erro muito comum é confundir o som de uma palavra inglesa com outra de som parecido no português, uma ação totalmente errada. Nesse caso, uma das mais usadas é a palavra “pretend” (fingir). O erro está em usá-la como “pretender”, o que é completamente errado. Pretender em inglês é “intend”.

Por fim, entre os erros de inglês, podemos destacar a utilização de verbos errados para várias ações. Desse modo, é preciso saber que algumas expressões do português são diferentes no inglês. Por exemplo, “lost” significa perder algo que você não tem. Portanto, para dizer que perdeu o voo nas férias, precisa usar o verbo “to miss”.

Mais erros comuns no dia a dia

mais erros comuns no dia a dia
 

Esquecer o “it

O pronome “it” na conjugação verbal do inglês é um pronome pessoal que não existe no português. Assim, ele se torna obrigatório nas frases em que existe um sujeito oculto ou, no caso de haver um verbo impessoal.

Como exemplo, para apenas dizer “Está quebrado! (It’s broken) ou, “É meu” (It’s mine). Mesmo em frases mais longas como, “É muito bom estar aqui” (It’s very good to be here). Acontece, às vezes, de esquecerem o “it”, usando apenas o verbo, como no português.

Confundir o uso de “make” e “do”

No português usamos a palavra “fazer “para todas as ações à respeito. No entanto, um dos erros de inglês está em esquecer as diferenças.

Fazer uma cirurgia = Have surgery

Fazer um tratamento = Have treatment

Fazer um bolo = Make a cake

Fazer alguma coisa = Do something

Traduções literais

Um dos piores erros de inglês é o hábito amador em usar os famosos falsos cognatos (false friends). É o uso, em inglês, de palavras muito parecidas com algumas outras em português, mas que não têm o mesmo significado.

Por exemplo, a palavra “actually” significa a expressão “na verdade” e não, “atualmente, na atualidade”. Assim como, “costume” significa “fantasia” e não, o costume ou costumar fazer algo.

 

A importância de falar o inglês

 

a importância de falar o inglês
A princípio, depois da influência da britânica em várias partes do mundo, o inglês passou a ser a ligação entre os países. Dessa forma, se tornou a ligação entre muitas nações, sobretudo, como um terceiro idioma, a língua que une dois países de idiomas também diferentes.

Acima de tudo, a importância do inglês acontece pela globalização e projeção internacional das nações. A muitas décadas, já se implantou a consciência de que o inglês é o elo de ligação entre todas as relações internacionais.

Indiscutivelmente, o inglês é básico para o desenvolvimento profissional e pessoal de todos os cidadãos do mundo. Além disso, é extremamente útil quando se viaja e no uso da Internet, inclusive, para novos amigos em outros países.

Definitivamente, o inglês é o idioma universal na preponderância indispensável do mundo dos negócios. De maneira idêntica, o inglês tem se tornado cada vez mais importante para se manter no mercado de trabalho. Deixou de ser apenas importante vida pessoal ou acadêmica, porém, para se tornar uma exigência no campo profissional. Em consequência, é atualmente, um diferencial no currículo de um bom profissional, como um requisito de destaque no momento de contratação.

 

Do mesmo modo, é importante alguém que fale o idioma sem os comuns erros de inglês. E temos de internet, a comunicação em inglês acontece o tempo todo. Por exemplo, as ferramentas de entretenimento como jogos, séries e filmes, além de tudo, nas palestras e arquivos do exterior no ambiente de trabalho.

Em resumo, o inglês é o idioma mais usado ao redor do mundo, nas relações internacionais de qualquer natureza.  Aprender esse idioma é fundamental para ganhar novas oportunidades de carreira. Acima de tudo, com o inglês se conquista a aquisição de uma nova cultura, além de conhecer novos hábitos, pessoas e costumes.

Vantagens de aprender o inglês
vantagens de aprender o inglês
 

De fato, mesmo que uma pessoa já esteja no mercado de trabalho, falar, entender ou aprimorar o inglês é vital para crescer na carreira, além de oferecer vantagens na vida pessoal.

Vantagens decisivas

Primeiramente, o fato de falar inglês no trabalho pode abrir oportunidades. Atualmente, a maioria das empresas estabelecem contatos internacionais, inclusive, com foco em novas relações e parcerias para ter sucesso. Se alguém fala inglês no trabalho tem mais facilidade para interagir com representantes estrangeiros e viajar ao exterior a trabalho.

Do mesmo modo, o idioma pode facilitar o acesso a livros e conteúdos em inglês que tenham relação com o trabalho.

Uma grande vantagem é o aumento do poder de comunicação. Como o inglês é bastante usado para a interação no mundo virtual, é possível aproveitar o conhecimento da língua, para aprender mais. Nesse sentido, se aproveita muito de vários recursos na internet para ver mídias e entender as expressões em inglês.

Também é uma vantagem, pelo fato de aprender algo novo e que acrescenta na bagagem do saber. Sobretudo, quando se aprende sobre uma cultura presente no dia a dia, por exemplo, o inglês nas músicas, séries, filmes e vocábulos e expressões em inglês nos diálogos frequentes. O inglês além de ser muito usado no mundo on-line, é a principal língua de mais de 400 milhões de pessoas em 53 países. Também é o segundo idioma de mais de 300 milhões de pessoas.

Acima de tudo, saber inglês é muito importante para viver a experiência de viajar, como uma das melhores formas de ampliar horizontes e perspectivas. O inglês também ajuda a se localizar em outro país, ler placas e pedir informações e, inclusive, a entender as notícias no exterior e a leitura de um cardápio.

 

Fonte:

https://www.topwayschool.com/

https://www.people.com.br/

https://www.people.com.br/

 

 

Anderson Kochanski
São novas oportunidades, novas formas de aprendizado e pessoas para te ajudar nessa caminhada. E assim aprendemos cada dia mais.